Presenteando com Growth: como se preparar para o Black Friday e Natal 2020

A COVID-19 impactou muito os varejistas, e a manutenção das medidas de distanciamento social só tornou evidente que as marcas precisam se adaptar para atender às mudanças nos comportamentos de compra do consumidor. À medida que varejistas e marcas diretas ao consumidor finalizam seus planos para a alta temporada de feriados, não há melhor momento para dar uma olhada em sua estratégia de mobile growth. De acordo com a recapitulação da temporada de festas de fim de ano de 2019 da Adobe, os smartphones representaram 84% do crescimento do comércio eletrônico da última temporada de festas, com casos de uso como, Compre Online Retire na Loja, com crescimento anual de 35%.

Para ajudar você a se preparar, destaquei algumas tendências e estratégias no mercado que acreditamos que proporcionarão uma experiência de compra melhor para seus usuários nesta temporada de festas.

Tendência nº 1: ofertas que estão começando agora

O Amazon Prime Day começa no dia 13 de outubro, e este ano, espera-se gerar US$ 9,91 bilhões em vendas em todo o mundo, incluindo US$ 6,17 bilhões nos EUA, de acordo com uma previsão da eMarketer. Para competir com a Amazon, marcas como Target, Best Buy, Walmart, Home Depot e Bed Bath & Beyond estão lançando ofertas mais cedo este ano. Consumidores têm enfrentado desafios enormes nos últimos sete meses, e os varejistas querem ajudar seus clientes, permitindo-lhes comprar onde, como e quando quiserem. 

De acordo com uma pesquisa de festas de fim de ano realizada pela Affirm, 7 em 10 entrevistados disseram que estão mais propensos a comprar algo que esteja à venda agora, em vez de esperar pelas vendas tradicionais de Black Friday ou Cyber Monday. É seguro dizer que a linha do tempo convencional está mudando. Os varejistas online precisam se preparar para surtos em potencial no tráfego online durante toda a temporada de compras prolongada.

Veja algumas práticas recomendadas a seguir para ajudar a executar promoções eficazes de comércio eletrônico. 

Deep links com descontos e códigos promocionais

Dos que planejam fazer compras com antecedência este ano, 56% planejam fazê-lo dentro do orçamento. Grandes descontos e códigos de cupom são essenciais para qualquer experiência de compra nos feriados, especialmente agora, dado o estado da economia. É fundamental garantir que esses códigos de desconto estejam funcionando corretamente e possam ser aplicados perfeitamente em todas as plataformas. 

Oferecer um desconto ou um incentivo para baixar seu app é uma ótima maneira de conquistar novos usuários. Converter um usuário da web em um usuário do app é muito valioso, já que os usuários do app são duas vezes mais propensos a comprar e retornar

Aqui estão algumas estratégias que provaram ser bem-sucedidas.

Journeys

Com banners do Journeys da Branch, você pode segmentar a promoção dependendo de onde o usuário está na jornada para a conversão e sua intenção de comprar. 

Veja a Sephora, por exemplo. Os clientes da Sephora que clicaram no e-mail promocional já interagiram com a marca, então a Sephora sabe que sua intenção de fazer compras ou pelo menos navegar é bem alta. Eles veem então um intersticial de página inteira no site móvel oferecendo um desconto de 10% para a primeira compra no app. O banner do Journey leva o usuário à App Store a baixar o app sem fricção e, no momento do lançamento, eles são levados diretamente para a página de listagem de produtos para continuar fazendo sua compra. 

Exemplo: Sephora

QR Codes

Os códigos QR estão fazendo um retorno em 2020 e, desde a atualização em 2017 do iOS 11 da Apple, a câmera do iPhone agora pode digitalizar códigos QR sem necessidade de apps de terceiros. Por causa de sua natureza dinâmica, os varejistas podem colocá-los praticamente em qualquer lugar, de sites, e-mails, expostos na loja, inseridos em caixas e até dentro dos sapatos! Sim, realmente. Dê uma olhada em qualquer tênis da Nike. 

Adicionar códigos QR a conteúdo de marketing que já foi comprado gera vantagens gratuitas com instalações de aplicativos adicionais e pega carona na alta intenção de uma compra recente. Usando os deep links diferidos da Branch, os varejistas podem incorporar códigos promocionais nos códigos QR para melhorar o onboarding do usuário.

Example: Wine.com

Marketing de influenciadores

Nos últimos anos, vimos um aumento no marketing de influenciadores. A Geração Z e Millennials seguem influencers para se inspirar e conhecer novas tendências. Posso assegurar que esta temporada de festas não será diferente. 

De acordo com uma pesquisa de 2019 da Morning Consult, 50% dos Millennials confiam em recomendações de produtos por influenciadores que seguem, em comparação com 38% para suas celebridades favoritas. Dos entrevistados, 50% dizem que as redes sociais são onde mais frequentemente aprendem sobre novos produtos, e 56% compraram um produto depois de verem um post de alguém que seguiram. Em suma, agora é a hora para explorar o mundo de influencer marketing. Fazer uma parceria com um influenciador famoso é apenas o primeiro passo, no entanto. Você vai querer proporcionar uma experiência de compra perfeita para a Geração Z e Millennials como eu, que os seguem. Isso pode ser feito fornecendo aos influenciadores deep links da Branch para incluir em seus stories do Instagram que vinculam diretamente à página do produto do seu app. Deep links e referências de deep links são essenciais para utilizar em campanhas de aquisição de usuários e para atribuir resultados com precisão.

Exemplo: Boohoo.com

Tendência nº 2: o mercado online vai dominar a temporada de compras 2020

Desde que o lockdown começou em março, os padrões de compra do consumidor e o que eles compram mudaram para refletir seu ambiente atual. Os pais querem ter certeza de que seus familiares estão confortáveis, o setor de roupas atléticas se beneficiou com a segunda onda de resoluções do Ano Novo, e a necessidade de um batom novo teve um declínio significativo agora que as pessoas não estão saindo tanto.

De acordo com a pesquisa do Google, 75% dos compradores dos EUA que planejam fazer compras nesta temporada de festas de fim de ano disseram que planejam fazer compras online, com um terço dos millennials planejando fazer suas compras no celular. Como você pode ver no gráfico abaixo, tanto a versão desktop quanto a móvel têm visto aumento da atividade desde janeiro. É por isso que, durante esses tempos, investir em experiências entre plataformas é ainda mais crítico, convertendo especificamente usuários da web de desktop em usuários de apps para dispositivos móveis.

Ao se preparar para o influxo de compras online, as marcas devem ter como objetivo criar uma experiência multiplataforma integrada para seus compradores. 

Construa a ponte entre plataformas

Embora isso possa parecer óbvio, você ficaria surpreso com quantas empresas não fornecem uma experiência simples e direta entre a web para o app. Construir uma ponte entre canais ajuda você a adquirir novos usuários e fornece uma experiência omnichannel que faz parte fundamental de qualquer estratégia de comércio eletrônico bem-sucedida.

Aqui estão alguns exemplos de como as marcas estão preenchendo a lacuna entre desktop, off-line e celular.

Journeys

Os banners do Journey não são só uma ótima maneira de informar seus usuários que você tem um app, mas também permite que você personalize e segmente suas mensagens com base no usuário. Em uma de nossas postagensrecentes, discutimos como personalização de seus banners do Journey pode aumentar a taxa de visualização para instalação em 5X.

Os banners podem ter deep links para o mesmo conteúdo dentro do app, removendo o atrito para o usuário final. Você também pode personalizar o conteúdo do banner, dependendo de quão ativos eles estão ou se já têm o app instalado. 

Exemplo: The Iconic

QR Codes

Como mencionei anteriormente, os códigos QR são uma ótima maneira de fornecer uma experiência off-line para app ou web para app sem atrito. No exemplo abaixo, a Nike usa códigos QR em seu site desktop para incentivar os usuários a baixar o app para obter primeiro acesso aos últimos lançamentos e conteúdo exclusivo. A experiência do usuário é fluida e é uma maneira econômica de direcionar o tráfego para seu app.

Exemplo: Nike

Text-Me-the-App

No exemplo abaixo, a Overstock apresenta o Text-Me-the-App em seu site desktop após uma transação. Os usuários podem inserir seu número de telefone e recebem um link que os leva ao app para rastrear sua encomenda. Em média, o recurso Text-Me-the-App tem uma taxa de clique para instalar de 42% . Esta estratégia fornece um caminho fluido entre desktop ao app e cria uma melhor experiência de compra para seus usuários.

Simplifique o processo de integração

Agora que você adquiriu novos usuários, fornecer uma experiência de onboarding sem fricção é um passo crítico em sua jornada. Vejamos algumas das estatísticas em torno de churn e retenção que destacamos em uma postagemanterior.

Essas estatísticas destacam o papel significativo que a onboarding desempenha no ciclo de vida do usuário. Quer estejam comprando pela primeira vez ou sejam clientes fiéis, criar uma experiência de usuário sem atrito desde o início ajudará a manter seus usuários recém-adquiridos. 

Aqui estão algumas dicas para conquistar com sucesso compradores eCommerce para o seu app.

Destaque os principais benefícios do seu app

Os usuários precisam saber POR QUE eles devem baixar seu app. Por exemplo, as notificações por push podem fornecer acesso às versões mais recentes, ofertas personalizadas e atualizações de pedidos. Ao mesmo tempo, os Serviços de Localização permitem que os usuários acessem recursos na loja e baseados em localização, como Comprar Online, Retirar na Loja. Benefícios de apps como esses só melhorarão a experiência do usuário, por isso é essencial destacá-los inicialmente. 

Remover atrito e apenas capturar informações importantes

Vamos admitir, ninguém quer perder as promoções irresistíveis da Black Friday, mas ter que inserir todas as suas informações durante a inscrição pode levar ao abandono. Durante o processo de onboarding, é essencial manter as coisas curtas e fáceis. Atenha-se à captura de informações importantes do usuário e, se puder, ofereça logins pelas redes sociais, usando o Facebook e o Gmail.

Forneça conteúdo e ofertas relevantes

Os consumidores ficarão inundados com ofertas e descontos nesta temporada de festas, então encurte o caminho para a conversão fornecendo conteúdo personalizado e ofertas diretamente na página inicial do seu app.

Exemplo: Walmart

Neste exemplo, o Walmart enfatiza a proposta de valor do app. Recursos e funcionalidades impressionantes são importantes, mas mostrando aos usuários exatamente o que eles podem fazer com esses recursos, como, por exemplo sua proposta de valor, vai ganhá-los no longo prazo.

Mobile Growth Handbook
Find out how to optimize your brand's mobile strategy in these uncertain times.

Get your free copy of the 2020 Mobile Growth Handbook today!

Tendência nº 3: segurança será uma grande prioridade

Enquanto as festas de fim de ano ajudarão a levantar os ânimos, os varejistas estarão colocando a segurança de seus clientes e funcionários em primeiro lugar, oferecendo maneiras mais seguras de fazer compras e aumentando as medidas de distanciamento social.

Mais maneiras de comprar com BOPIS (Comprar Online, Retirar na Loja)

Antes da COVID-19, BOPIS era visto como um benefício adicional para a experiência de compra diária, mas certamente não um aspecto obrigatório. Agora, BOPIS se tornou uma parte essencial da experiência de varejo na era COVID. Isso ajuda a manter os compradores e funcionários seguros, reduzindo as interações presenciais, e permite que as empresas vendam produtos, apesar das restrições aumentadas e das limitações de tráfego de pessoas. De acordo com o Digital Commerce 360, 90% dos varejistas devem oferecer BOPIS até 2021, com varejistas como Lowe, Target e Walmart já liderando o caminho. Para aqueles que preferem não pisar em uma loja neste fim de ano, os principais varejistas também estão oferecendo formas sem contato, como a retirada de produtos na área externa para ajudar a manter os compradores seguros. 

Espera-se que a onda de compras online crie atrasos e impedimentos no processo de entrega. Oferecer mais maneiras de comprar como o Compre Online, Retire na Loja dará aos compradores mais flexibilidade, colocando a segurança de si mesmos e de seus entes queridos em primeiro lugar. Com a Branch, as marcas podem melhorar a experiência de compra do usuário convertendo usuários na web no desktop e no móvel para usuários de multi-plataformas com features como intersticiais do Journeys pós-compra ou Text-Me-the-App.

Exemplo: Target

Comunicar claramente novas políticas 

Espera-se que os varejistas aumentem as medidas de distanciamento social nesta temporada para garantir uma experiência de compra segura para seus clientes. Entre limitações de capacidade, horário de lojas, distanciamento social e requisitos de máscara, os varejistas devem comunicar informações importantes que possam afetar sua experiência.

Para encerrar

Empresas e consumidores esperam terminar este ano desafiador de forma vitoriosa. A preparação para as festas de fim de ano não é uma tarefa pequena. Muitos especialistas preveem que as tendências adotadas este ano serão em longo prazo. Com lojas fechadas durante a pandemia, as empresas aceleraram suas ofertas digitais para criar uma experiência de compra mais segura e agradável para todos os envolvidos. 

 

Inscreva-se agora para obter um resumo do blog semanal contendo dicas de crescimento do celular, atualizações do setor e anúncios de produtos!